Jovem passa 6 dias preso no lugar de 'amigo'

O estudante Adriano de Assis Alves, de 21 anos, de São José dos Campos, passou seis dias na prisão sem ter cometido crime algum. Ele foi levado para o CDP de Potim no lugar de um amigo de adolescência procurado por roubo.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, SOROCABA, O Estado de S.Paulo

25 de maio de 2012 | 03h02

O verdadeiro criminoso, quando preso em um assalto, em 2007, se passou por Adriano. A polícia não checou os dados fornecidos pelo assaltante. A família de Adriano quer, agora, processar o Estado.

O estudante foi detido em casa, em março. "Ele foi e não voltou", disse a mãe, Cleuza de Assis Alves. O verdadeiro assaltante, Jeferson Matheus dos Santos Domingues, é negro e tem 1,80m, enquanto Adriano é branco e mede 1,67, mas a diferença física não foi levada em conta.

O diretor do CDP percebeu que havia algo errado quando puxou a ficha que estava em nome de Adriano e a foto era de outra pessoa. Mesmo assim, o estudante só foi solto depois de contratar um advogado. O verdadeiro criminoso, que está preso, será processado por falsidade ideológica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.