Jovem morta lutava contra violência

Seis pessoas foram baleadas por criminosos em uma moto no Jardim São Luiz, zona sul. A produtora fonográfica Luciene Luzia Neves, de 24 anos, o autônomo Alexandre Figueiredo, de 39, e o mecânico Marcos Quaresma, de 31, morreram na chacina.

O Estado de S.Paulo

23 de novembro de 2012 | 02h11

As vítimas estavam na frente no Bar do Buiú, na Rua Albino Correia de Campos.

Testemunhas disseram que um homem de capacete entrou no bar disparando em todas as direções. Depois, ele fugiu na garupa da moto. Ninguém foi preso.

As mortes causaram comoção. Amigos usaram o Facebook de Luciene para divulgar seu enterro no Cemitério Memorial Parque das Cerejeiras, no Jardim Ângela. A jovem era católica e participava de um grupo de oração que lutava pelo fim da violência. / A.R.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.