Jovem morre depois de cair de navio em Ilhabela

Rapaz de 19 anos escorregou ao sentar em corrimão, despencando do 14º andar da embarcação; para empresa, atitude do passageiro foi imprudenteAcidente. Navio estava fundeado no canal de São Sebastião

Nívia Alencar, O Estado de S.Paulo

23 Dezembro 2010 | 00h00

Miguel Broliani, de 19 anos, passageiro do navio MSC Orchestra, da empresa MSC Cruzeiros, morreu ontem após cair do 14.º andar da embarcação, que havia chegado de Ubatuba e estava no canal de São Sebastião, ao lado de Ilhabela, litoral norte de São Paulo.

Conforme a Polícia Federal, que abriu inquérito sobre o caso, Miguel conversava, às 4h, com amigos no deque, onde fica a danceteria da embarcação, e caiu de costas ao sentar no corrimão. Seus amigos lançaram boias, mas Miguel não esboçou reação, aparentando estar desacordado. O jovem foi resgatado do mar, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com a MSC Cruzeiros, o hóspede agiu de maneira imprudente, colocando-se em uma situação de alto risco e periculosidade em local proibido. A empresa lamentou o ocorrido e informou que já tomou as providências necessárias e está prestando apoio e solidariedade à família da vítima.

A Capitania dos Portos de São Paulo instaurou procedimento administrativo para apurar as causas e responsabilidades do acidente, que também é investigado pela Polícia Federal.

A programação do transatlântico não foi alterada com o incidente e os passageiros do cruzeiro desembarcarão em Santos na manhã de hoje, depois de uma viagem de cinco noites por Búzios (RJ), Ubatuba e Ilhabela.

Falha. Em dezembro de 2008, a estudante Isabella Baracat Negrato, de 20 anos, morreu a bordo de um navio da MSC. Em setembro deste ano, a Procuradoria da República concluiu que a morte ocorreu por atendimento médico inadequado. A médica sérvia Jasna Tankosic foi denunciada por homicídio culposo (sem intenção).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.