Jovem morre ao parar para ajudar motorista na marginal

Estudante parou para ajudar outro motorista que estava com o carro quebrado e foi atingido por uma carreta

Camila Alves, do estadão.com.br,

18 de setembro de 2008 | 01h58

O universitário Fábio Carvalho da Silva, de 24 anos, morreu atropelado no final da noite de quarta-feira, 17, na pista expressa da Marginal do Pinheiros, sentido Rodovia Castelo Branco, na região do Jaguaré. Ele tinha parado para ajudar um motorista que estava com o carro quebrado e foi atropelado por uma carreta.   O carro quebrado estava na faixa da esquerda da marginal, em frente ao Cadeião de Pinheiros. Silva resolveu parar para ajudar e tentou desviar o trânsito por conta própria mas o caminhão dirigido pelo motorista João Inácio de Lima Filho, 31 anos, não conseguiu desviar e só parou ao atingir uma árvore. A carreta que ele conduzia acertou o universitário, que morreu na hora. O motorista do caminhão foi levado ao Pronto-Socorro da Lapa, com ferimentos leves.   O motorista do carro que estava quebrado foi embora do local antes da chegada da Polícia. Muito emocionado, o pai de Fábio lamentou a perda do filho. "Não dá para acreditar", desabafou o pedreiro Pedro Pereira da Silva, de 45 anos.   Segundo Pedro, Fábio cursava o 3º ano de Ciências da Computação na Universidade São Judas Tadeu e trabalhava na área de Tecnologia da Informação de uma empresa multinacional. "Já era para ele ter terminado a faculdade, mas ele fez um tempo de Engenharia da Computação e depois trancou a matrícula", contou.   Pedro disse ainda que o seu filho morava em Osasco e que no momento do acidente, a namorada de Fábio e um colega da faculdade para quem ele dava carona estavam no Celta.   Texto ampliado às 11h15 para acréscimo de informações.

Tudo o que sabemos sobre:
trânsitoacidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.