Jovem mata seqüestrador e foge de cativeiro em SP

Rapaz rendeu outros seqüestradores e ainda os entregou à guarda municipal de Americana

Solange Spigliatti, estadao.com.br

19 de maio de 2008 | 09h30

O jovem micro-empresário Pedro Ivo Torres de Souza, de 21 anos, conseguiu se libertar de um cativeiro, no interior de São Paulo, depois de ter sido seqüestrado na noite de sexta-feira, 16. O rapaz conseguiu se libertar depois de matar com golpes de machado um dos seqüestradores que adormeceu. Vendado, ele primeiro foi levado para um canavial e depois foi transferido para outro cativeiro, na Vila Margarida, periferia de Americana, na noite de sábado.   Na noite deste domingo, por volta das 23 horas, o vigia, um dos sequestradores, adormeceu. Aproveitando o descuido, a vítima encontrou o machado no local do cativeiro e desferiu três machadadas na cabeça do bandido, que morreu no local. O homem morto se chamava Robson da Silva Barbosa. Logo depois, o rapaz pegou a arma do sequestrador e rendeu o dono da casa e uma mulher que estava no local para comprar drogas.   Quando saíam, uma outra mulher, amante de um dos sequestradores, também foi rendida. A vítima e as três pessoas seguiram para uma delegacia, no carro de uma das mulheres. O rapaz mandou o seqüestrador dirigir o veículo. No caminho, avistou um carro da Guarda Civil do município. Parou, chamou os guardas e explicou o que estava acontecendo. Os guardas então prenderam os bandidos. ]   Segundo informações policiais, pelo menos outros dois seqüestrados estão foragidos. Um deles, segundo a investigação da polícia, seria Nilson de Matos, que é parente distante do pai da vítima. Pedro Ivo e seu pai têm uma transportadora em Carapicuíba, na Grande São Paulo. Os criminosos chegaram a pedir R$ 200 mil de resgate. No entanto, o montante não chegou a ser pago.

Tudo o que sabemos sobre:
seqüestro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.