Jovem levou tiro na perna e já chegou morto ao hospital

No dia 30 de maio, o adolescente A.P.S., de 16 anos, filho do motorista Aguinaldo dos Santos Silva, que trabalha no Estado, foi morto depois de ser colocado com um ferimento na perna em uma viatura da PM para ser atendido no Pronto-Socorro de Pirituba, na zona norte. "Se ele tivesse sido levado pela ambulância, ainda estaria vivo", diz Aguinaldo.

O Estado de S.Paulo

09 Janeiro 2013 | 02h02

O jovem foi acusado de tentar assaltar um policial à paisana com um amigo. Na viatura, pediu por celular a um colega de escola que avisasse seu pai de que estava sendo levado ao hospital com um ferimento na perna. Quando Aguinaldo chegou lá, o filho estava morto. "Não fui nem sequer chamado pelo Departamento de Homicídios", lamenta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.