Jovem grávida é assassinada a facadas por marido na zona leste de SP

No 8º mês de gestação, criança tambpem não sobreviveu; suspeito foi preso quando era linchado por moradores

Solange Spigliatti, Central de Notícias

29 Dezembro 2010 | 09h44

SÃO PAULO - Um homem foi preso em flagrante na noite desta terça-feira, 28, acusado de matar a esposa, grávida de oito meses, em sua casa, em Itaquera, na zona leste de São Paulo.

 

Alexsandro Aparecido de Pontes, de 28 anos, foi detido por policiais militares quando era agredido por vizinhos, após cometer o crime, por volta das 21 horas.

 

Segundo o cunhado do suspeito, Vanessa Gomes da Silva, de 19 anos, foi atacada após uma discussão do casal. No Natal, o suspeito encontrou a mulher com outro homem, segundo depoimento do cunhado.

 

Ela foi socorrida ao Hospital Planalto, mas não resistiu aos ferimentos no pescoço causados por uma faca. O bebê também faleceu. O acusado, que foi agredido pelos parentes e vizinhos, foi levado para o Hospital Ermelino Matarazzo e já foi liberado.

 

Segundo o cunhado, o suspeito era usuário de drogas e às vezes ficava agressivo.

 

Alexsandro foi preso em flagrante e vai responder por homicídio qualificado, aborto provocado por terceiros sem consentimento da gestante e violência doméstica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.