Jovem grava assédio e denuncia padrasto no interior de São Paulo

Homem foi preso, acusado de tentativa de estupro; garota de 19 anos disse à polícia que é vítima de abuso sexual desde a infância

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

11 Setembro 2014 | 09h36

SOROCABA - Uma jovem de 19 anos gravou o momento em que seu padrasto a assediava sexualmente e denunciou à Polícia Civil, em São Roque, região de Sorocaba, no interior de São Paulo. O homem, de 42 anos, foi preso nesta quarta-feira, 10, acusado de tentativa de estupro. Ele é casado com a mãe da vítima há 16 anos e trabalha como caseiro na propriedade em que mora a família.


O crime aconteceu no bairro do Saboó, na zona rural do município. A gravação, feita com um telefone celular, captou apenas o áudio do assédio.


De acordo com trechos divulgados pela polícia, o padrasto pede à enteada para transar com ele, mas ela nega. A garota pede que ele a solte, o que indica que o homem a estava agarrando.


A garota contou o assédio à mãe, que a encorajou a fazer a denúncia. A jovem foi à Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) acompanhada pela irmã e apresentou o áudio à delegada. Ela contou que vinha sofrendo o assédio do padrasto desde a infância. Aos 12 anos, ele havia tentado estuprá-la. Ela reagiu, mas não contou a ninguém porque o homem ameaçou matar sua mãe. 


Policiais foram à casa dos suspeito, que tentou fugir pelo mato, mas foi alcançado. Ele negou o crime, mas foi autuado por tentativa de estupro na Delegacia da Polícia Civil de São Roque. O acusado foi levado à Cadeia Pública de Pilar do Sul, destinada a autores de crimes sexuais. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.