Reprodução/Google Street View
Reprodução/Google Street View

Jovem é encontrado morto em Santos com pés e mãos amarrados

Corpo foi encontrado pelo pai da vítima, no apartamento em que o rapaz morava; principal hipótese é de latrocínio

Luiz Alexandre Souza Ventura, especial para O Estado de S. Paulo

08 Julho 2018 | 17h45
Atualizado 09 Julho 2018 | 18h39

Correções: 09/07/2018 | 12h39

SANTOS - A polícia investiga o assassinato do bacharel em Direito Felype de Souza Alves, de 29 anos, em Santos, no litoral sul de São Paulo. O corpo do rapaz foi encontrado na sexta-feira, 6, com os pés e as mãos amarrados com cabos de energia, além de apresentar um ferimento na cabeça, de acordo com informações da perícia. O crime é investigado pela Delegacia Antissequestro de Santos.

O corpo foi encontrado pelo pai da vítima, no apartamento em que o rapaz morava, no bairro do Gonzaga. Ele completaria 30 anos no dia 1º de agosto.

+ Família é vítima de sequestro relâmpago com armas falsas em SP

A principal hipótese da investigação é de latrocínio, pois os familiares do rapaz relataram que alguns pertences da vítima foram levados. Os policias acreditam que o crime pode ter sido cometido na quinta-feira, 5, um dia antes do corpo ter sido localizado.

Alves era formado em Direito pela Universidade Metropolitana de Santos (Unimes) e, até alguns meses antes, trabalhava como representante brasileira da multinacional Archer Daniels Midland (ADM), que atua no setor de logística no Porto de Santos e em outros terminais de carga do País. O corpo do rapaz foi sepultado no sábado, 7.

Correções
09/07/2018 | 12h39

Diferentemente do que foi noticiado inicialmente, Felype de Souza Alves deixou de trabalhar para a multinacional Archer Daniels Midland (ADM) há alguns meses.

Mais conteúdo sobre:
homicídio Santos [cidade SP]

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.