Jovem é baleada em porta de motel em São Paulo

Levada ao Hospital de Vila Nova Cachoeirinha, jovem está internada, mas já está consciente

Marcela Spinoza, Jornal da Tarde

14 Dezembro 2008 | 12h43

Uma jovem de 26 anos foi baleada na madrugada de ontem durante uma discussão de trânsito na entrada do Motel Voyage, no Bairro do Limão, zona norte de São Paulo. Ela entraria no motel em um Volkswagen Fox prata com uma amiga e dois homens quando houve o tiroteio. Um ocupante de um Chevrolet Vectra preto que bloqueava a entrada do estabelecimento disparou contra o grupo porque o motorista do Fox buzinou. Um dos disparos atingiu a jovem de raspão na região do abdome. Ela está internada e seu estado de saúde é estável. De acordo com o condutor do Fox, um engenheiro de 31 anos, que não quis se identificar, ele e seu amigo conheceram as mulheres de Belo Horizonte, que passam férias em São Paulo, em um bar da Vila Madalena, zona oeste. Por volta de 4 horas da madrugada, eles decidiram ir a um motel. Ao chegarem à rua do motel, viram o Vectra parado pouco antes do acesso ao local. "Parei atrás dele porque achei que ele fosse entrar também. Quando vi que não ele entraria, eu o ultrapassei, mas tinhas um carro na minha frente", lembrou. Em seguida, de acordo com o engenheiro, o motorista do Vectra parou o carro na entrada no motel. "Ouvi um estrondo. Quando olhei, o passageiro havia abaixado a janela e começou a atirar. Tentei entrar mais no motel, mas havia um carro na minha frente", disse. Ele contou que ouviu cinco tiros. Três acertaram seu carro. Um disparo acertou a porta traseira do lado esquerdo do veículo, atravessou o banco e atingiu de raspão a jovem sentada no banco traseiro. "A sorte é que ela estava abraçada com meu amigo e estava um pouco mais para o lado, porque, senão, a bala poderia ter acertado sua coluna e ela poderia estar paralítica", disse o engenheiro. "Não tenho idéia porque eles fizeram isso. Estou chocado com o comportamento deles." A jovem foi levada para o Hospital Geral do Cachoeirinha, na zona norte, onde ela foi operada. O caso foi registrado no 40º Distrito Policial (Vila Santa Maria) como tentativa de homicídio e disparos de armas de fogo. Até ontem, ninguém havia sido preso. As imagens das câmeras de segurança do motel deverão ajudar a polícia a identificar o autor dos disparos.

Mais conteúdo sobre:
moteltiroteioferida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.