Jovem é apreendido ao se esconder e cair de árvore após perseguição no Morumbi

Antes de se esconder, adolescente de 17 anos bateu o carro e se feriu nas nádegas; polícia o procurou por 1 hora e meia; mais dois jovens foram detidos

Pedro da Rocha, do estadão.com.br,

08 de maio de 2012 | 07h02

SÃO PAULO - O bairro do Morumbi, na zona sul de São Paulo, foi palco de duas perseguições policiais a carros roubados na noite de segunda-feira, 7, e madrugada de terça-feira, 8. Ambas terminaram em colisões. Três rapazes com menos de 18 anos foram apreendidos. Em um dos casos, o suspeito, ferido nas nádegas, se escondeu em uma árvore, mas acabou caindo e foi encontrado pelos policiais.

 

Ao avistar uma viatura da Polícia Militar em patrulhamento pela Rua Barão de Campos Gerais, próximo à Rua Mattia Filizzola, às 23h, o ocupante de um Corolla preto fugiu, passou pelo o sinal vermelho e chamou a atenção dos policiais, que iniciaram perseguição. Na Rua Américo Alves Pereira Filho o veículo tentou fazer uma curva e bateu no muro de uma casa.

 

O condutor desceu do Corolla e correu, com um corte nas nádegas causado pela colisão, até uma praça próxima. Os policiais militares chamaram reforço e vasculharam a área.

O soldado Rodrigo Gonçalves, do 16º Batalhão, contou encontrou o suspeito, "depois de 1 hora e meia de buscas, ouvimos um barulho na árvore. O fugitivo não aguentou, talvez por estar sangrando, e caiu da copa onde tinha subido". O rapaz, de 17 anos, foi encaminhado para o pronto-socorro Bandeirantes e medicado. O carro era roubado.

 

Perseguição. Enquanto as buscas na praça ocorriam, policiais em outra viatura, que preservavam o Corolla batido, viram um carro I30, suspeitaram dos dois ocupantes, verificaram a placa e constataram que o veículo também era roubado.

Outra perseguição teve início e terminou após o veículo bater em três carros estacionados na Rua General Américo de Moura, na altura do número 300. Os dois ocupantes do veículo, menores de 18 anos, foram detidos sem ferimentos. Ambos os casos foram registrados no 89º Distrito Policial (DP).

 

Morte. O ocupante de um Fiat Idea prata Adventure, ano 2008, morreu, no final da noite de segunda-feira, 7, em uma suposta troca de tiros com policiais militares do 9º e 18º batalhões num dos acessos à Ponte das Bandeiras, próximo à Marginal do Tietê, no Bom Retiro, região centro-norte da capital paulista.

 

O veículo era monitorado via satélite pela seguradora, que, em posse das informações sobre a localização do Fiat, auxiliava as viaturas da PM que tentavam realizar o cerco ao carro. O primeiro endereço fornecido aos policiais foi a Rua Felipe Fragoso, na Vila Cristo Rei, região do Limão, na zona norte.

 

O Fiat passou por diversas vias, entre elas, a Avenida Engenheiro Caetano Álvares, Ponte do Limão e a pista local da Marginal do Tietê no sentido Ayrton. Baleado, o suposto ladrão morreu quando era atendido no pronto-socorro de Santana.

 

Os dados da ocorrência foram informados ao delegado plantonista do 77o. Distrito Policial, de Santa Cecília, que encaminhou a ocorrência para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Tudo o que sabemos sobre:
MorumbiperseguiçãoadolescentesPM

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.