Jovem diz que foi estuprada em hotel do Rio

Uma estudante de Direito de 19 anos, moradora de Brasília, afirma ter sido estuprada e espancada dentro do Hotel San Marco, em Ipanema, na zona sul do Rio, na madrugada de ontem. O criminoso teria invadido o estabelecimento sem ser notado e dominou a vítima quando ela entrava no quarto. Depois do estupro, conseguiu fugir. A universitária havia viajado com uma amiga, também estudante de Direito, de 18 anos, para assistir ao show da cantora Lady Gaga.

FÁBIO GRELLET / RIO, O Estado de S.Paulo

10 de novembro de 2012 | 02h03

As duas chegaram ao Rio anteontem e à noite foram a uma boate. Quando voltavam para o hotel, as meninas suspeitaram estar sendo perseguidas por um homem, segundo contaram à Polícia Civil. Elas correram até o estabelecimento, entraram e pegaram a chave do quarto onde se hospedavam, no último andar. Quando chegaram ao corredor do quarto, depararam-se com o mesmo homem. Armado com um revólver, ele as trancou no apartamento, agrediu ambas e estuprou uma delas.

Depois, segundo o relato delas à polícia, o criminoso fugiu levando as bolsas das vítimas. Ontem foi concluído o retrato falado do autor do estupro. Ele aparenta cerca de 20 anos, é pardo e usava bermuda e boné. Funcionários do hotel serão convocados para depor. Até a noite de ontem, o hotel não havia se manifestado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.