Jovem de 16 anos foge de cativeiro no RJ após 39 dias

Ela e outra menina foram sequestradas em agosto em Guarulhos; garota diz que foi estuprada e obrigada a embalar droga

FÁBIO GRELLET / RIO, O Estado de S.Paulo

06 Outubro 2012 | 03h02

Uma adolescente de 16 anos, moradora de Guarulhos, na Grande São Paulo, conseguiu fugir do cativeiro anteontem, 39 dias após ser sequestrada.

Os criminosos tinham levado a jovem para Itaguaí, na Baixada Fluminense, onde agem como traficantes. Horas após a fuga, a polícia prendeu dois acusados de participar do sequestro. Outra adolescente, sequestrada na mesma ocasião, continua desaparecida.

Em depoimento à polícia, a menina disse que ela e outra adolescente, que não se conheciam, mas caminhavam perto uma da outra, em Guarulhos, foram rendidas e obrigadas a entrar no porta-malas de um carro, no dia 26 de agosto.

Levadas para o cativeiro, elas teriam sofrido abuso sexual e sido obrigadas pelos criminosos a embalar drogas. Na madrugada de anteontem, os sequestradores foram a um bar, de carro, e levaram uma das meninas. Quando eles entraram no bar, ela saiu do carro e conseguiu fugir por uma trilha na mata. Encontrada por agentes da Polícia Rodoviária Federal, a menina denunciou o caso à 50.ª DP (Itaguaí).

Prisões. Policiais fizeram buscas nas comunidades da Mangueirinha e da Ponte Preta e prenderam Michael Gouveia Ramos da Silva, o China, acusado de ser o líder do tráfico de drogas na região, e seu comparsa Emerson Luis Borges de Amorim, o Cabelinho.

Réplica de fuzil AR-15 foi apreendida. O dono de um bar onde a dupla guardava armas também foi preso. Silva foi reconhecido pela adolescente como o autor dos abusos e responsável por mandá-la embalar os entorpecentes. Ele e Amorim vão responder por tráfico de drogas, associação para o tráfico e cárcere privado.

A mãe da menina disse à polícia que, após o sumiço da filha, recebeu ligações anônimas em que um homem cobrava pagamento de dívida do tio com traficantes. A jovem voltaria para Guarulhos ontem, com a mãe. As investigações para localizar a jovem sumida e outros envolvidos com o sequestro continuam.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.