Jovem de 14 anos atropela e mata vendedor e tenta fugir

Um adolescente de 14 anos atropelou e matou o vendedor Vanderli Gonçalves Vieira, de 45 anos, e feriu outra pessoa anteontem, no Campo Limpo, zona sul de São Paulo. O jovem foi agredido pela população após o acidente. Ele confessou ter pego o carro do namorado da mãe sem autorização. Há suspeita de que tenha bebido ou usado drogas. Foi enquadrado em homicídio culposo, lesão corporal culposa e tentativa de fuga.

WILLIAM CARDOSO, O Estado de S.Paulo

08 Dezembro 2011 | 03h07

O atropelamento aconteceu por volta das 19h na Rua Paulo Hankar. O adolescente estava em um Palio Fire, acompanhado de dois amigos. Ele perdeu o controle do carro, bateu em uma mureta e atravessou a rua, atingindo o vendedor, que ainda foi levado para o pronto-socorro do Hospital do Campo Limpo. O veículo bateu ainda em outros dois veículos e em uma moto.

Em seguida, o menor tentou fugir, mas bateu o carro cerca de 500 metros à frente em uma árvore. Ainda quis escapar a pé, mas foi impedido por pessoas que estavam no local. Foi agredido sem gravidade e levado também para o Hospital do Campo Limpo. Os outros dois rapazes não foram encontrados. Durante a tentativa de fuga, o adolescente também atingiu Danilo Ribeiro Correia, de 25 anos, que caiu e esfolou o braço.

O adolescente disse à polícia que pegou o carro sem o conhecimento da mãe e negou que estivesse bêbado ou sob efeito de drogas. Em depoimento, afirmou que se confundiu com os pedais do carro ao cruzar com uma moto, disse o delegado Carlos Battista, titular do 89.º Distrito Policial (Portal do Morumbi), onde foi registrado o boletim de ocorrência. As investigações serão conduzidas pelo 37.º DP (Campo Limpo).

Foi encontrada no carro uma garrafa vazia de bebida alcoólica. No BO, consta que a mãe do menor, Andrea Cristina Esmeralda do Vale, de 32 anos, afirmou que o filho poderia estar sob efeito de entorpecentes. Exame toxicológico foi solicitado. A mãe pode ser processada se for constatado que ela deixou o filho dirigir. Ainda segundo o BO, o adolescente afirmou que já foi pego pela polícia tentando invadir uma casa em Alphaville, mas o registro não consta dos arquivos da Polícia Civil.

Segundo testemunhas, o menino estava com o carro desde as 15h e dirigia em alta velocidade. "Dizem que ele passou um bom tempo dando cavalo de pau na rua", afirmou o frentista Marcelo Antenor Ferreira, de 39 anos, irmão da vítima. Não seria a primeira vez que o jovem foi visto com o carro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.