Jean Araújo/Facebook
Jean Araújo/Facebook

Jovem confunde carro e é morto por agente penitenciário em Itapecerica

Veículo da vítima era do mesmo modelo e cor do pertencente ao autor do disparo, que pensou que fosse ser assaltado

Bibiana Borba e Felipe Cordeiro, O Estado de S.Paulo

20 Setembro 2017 | 15h23

SÃO PAULO - Um agente penitenciário pensou que seria vítima de um assalto, atirou em homem que estava próximo de seu carro e o matou na noite desta terça-feira, 19, em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo. O auxiliar geral Jean Araújo Rufino Chagas, de 23 anos, tinha um veículo do mesmo modelo e da mesma cor do pertencente ao agente e confundiu os automóveis.

O caso aconteceu por volta das 22 horas, na Avenida Guacy Fernandes Domingues, em frente ao Hospital Geral de Itapecerica da Serra. Segundo a família, Chagas foi à unidade de saúde para acompanhar a mulher, que não se sentia bem. 

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP) de São Paulo, a vítima se aproximou do carro do agente vestindo um moletom escuro e um boné que cobria o rosto. O agente afirmou que se sentiu ameaçado e que atirou para se defender.

Em seguida, ainda segundo a SSP, o agente chamou o socorro e a polícia logo após o disparo. Uma ambulância levou o auxiliar geral para o pronto-socorro do Hospital de Itapecerica, mas a vítima chegou ao local sem vida.

O agente foi conduzido por policiais militares ao plantão da Delegacia de Polícia de Itapecerica da Serra para prestar depoimento e liberado na sequência. A identidade dele não foi divulgada pela SSP. O caso foi registrado como homicídio simples.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.