José Serra vai para local do acidente acompanhado de secretários

Casa Militar não estava permitindo entrada do governador em Congonhas por motivos de segurança

Silvia Amorim e Isabel Sobral, do Estadão,

17 de julho de 2007 | 21h02

O governador de São Paulo, José Serra se dirige ao local do acidente com o avião da TAM acompanhado dos secretários Ronaldo Marzagão (Segurança Pública), Luiz Antônio Guimarães Marrey (Justiça) e Luiz Roberto Barradas Barata (Saúde). Serra estava acompanhando os trabalhos do resgate das vítimas do gabinete do governo e somente por volta das 21 horas teve autorização da Casa Militar para voar até Congonhas.  O acidente causou uma explosão no terminal da companhia no Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, na noite desta terça-feira, 17. Segundo informações da Infraero, a aeronave não conseguiu parar na pista e havia 174 pessoas a bordo no vôo 3054, que saíra de Porto Alegre às 17h16.  Até à 21 horas, a Casa Militar do governo estadual não estava permitindo a ida de Serra até o aeroporto de Congonhas por questões de segurança. A pista de pouso do helicóptero do governador ficaria próxima do local do acidente. O pouso já foi liberado. Serra chegou a cogitar a ida até o aeroporto de Cumbica para prestar auxílio a famílias das vítimas, quando não havia permissão para pousar em Congonhas. 

Mais conteúdo sobre:
vôo 3054

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.