José Sakatauskas

PAPAI NOEL

, O Estado de S.Paulo

08 Dezembro 2010 | 00h00

1. Como o senhor começou a trabalhar como Papai Noel?

Comecei há 16 anos. Um sobrinho que já trabalhava com eventos pediu para eu deixar a barba crescer, só para ver como ficava. Eu deixei e ele falou: "Você é o Papai Noel!" Aí resolvi começar a trabalhar em um shopping center de Osasco. Na minha família hoje somos três Papais Noéis - eu e mais dois irmãos.

2.O que o senhor faz no resto do ano?

Sou aposentado. E como só ganho R$ 510 de aposentadoria, ajudo meu sobrinho com casamentos, publicidade, bailes de debutante... eventos em geral. Passo filmes gravados em fita para CD. Tem de aprender a fazer qualquer coisa, né?

3. Quanto o senhor ganha como Papai Noel?

Neste Natal, vou ganhar cerca de R$ 4,5 mil entre novembro e dezembro, somando o trabalho no Continental Shopping e as entregas de brinquedos na véspera. Divido com meu empresário.

4. Empresário?

O empresário é meu sobrinho. Ele corre atrás das coisas e dou 50% do que ganho. A minha parte é manter o cabelo e a barba grandes o ano inteiro. Uso xampu especial e tudo. Dá trabalho.

5. O que o senhor quer ganhar de Natal?

Saúde, né? Saúde não dá para comprar. Se Deus me desse mais dez anos de vida, estaria bom.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.