Jornalista e ex-PM é morto a tiros em Campo Grande, no MS

Carvalho estava acompanhado de sua mulher no carro da família quando foi surpreendido por dois suspeitos ao chegar em sua residência

Gheisa Lessa, O Estado de S. Paulo,

22 Novembro 2012 | 18h32

SÃO PAULO - A Polícia Civil do Mato Grosso do Sul investiga o assassinato do jornalista e ex-policial militar Eduardo Carvalho, de 51 anos. O crime aconteceu quando ele chegava em casa na noite dessa quarta-feira, 21, em Campo Grande. De acordo com o site de notícias UH News, de propriedade de Carvalho, dois homens em uma motocicleta foram os autores dos três disparos que atingiram o jornalista.

Carvalho estava acompanhado de sua mulher no carro da família quando foi surpreendido por dois suspeitos por volta das 22h40 desta quarta-feira, 21, ao chegar em sua residência no bairro Giocondo Orsi, afirma a Polícia Civil do Estado.

Os atiradores efetuaram os disparos e fugiram. Atingido por três tiros, de calibre 45, o jornalista não resistiu aos ferimentos e morreu.

A polícia localizou a alguns metros da casa da vítima o carregador da arma usada no crime. O caso foi encaminhado para a Delegacia Especializada de Homicídios, depois de ter sido registrado no 3ºDP.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.