Jogo do Brasil muda o trânsito neste sábado em São Paulo

Vias próximas do Vale do Anhangabaú, onde ocorre a Fan Fest da Fifa, serão fechadas às 9h. Vila Madalena também terá bloqueios

Caio do Valle, O Estado de S. Paulo

27 de junho de 2014 | 20h10

SÃO PAULO - A cidade de São Paulo terá bloqueios no trânsito neste sábado, 28, e domingo, 29, por causa da Copa do Mundo. No centro, a partir das 9h, as Ruas Xavier de Toledo e Sete de Abril, a Ladeira da Esplanada e o Viaduto do Chá terão interdições ao tráfego. A previsão é de liberação às 20h. Essas vias ficam próximas do Vale do Anhangabaú, onde ocorre a Fan Fest da Fifa. Na Vila Madalena, na zona oeste, haverá interdições em ruas como a Wisard, a Girassol, a Aspicuelta e a Inácio Pereira da Rocha. Apenas os moradores poderão entrar com seus veículos durante a restrição.

Além disso, na terça-feira, haverá novamente ampliação do rodízio. O secretário municipal dos Transportes, Jilmar Tatto, anunciou a medida nesta sexta. Na terça-feira, haverá jogo pela Copa do Mundo de futebol na Arena Corinthians, na zona leste da, entre Argentina e Suíça. A restrição irá vigorar entre 7h e 20h para veículos com placas de finais 3 e 4.

O secretário também disse que “acha possível” que a medida seja colocada em prática em dias de jogos da seleção brasileira disputados em outros pontos do País - se o time vencer o jogo hoje contra o Chile, vai voltar a campo na sexta-feira, em Fortaleza.

“A cidade fluiu e andou muito bem ontem (quinta-feira, 26, quando o rodízio também foi ampliado), houve 25% a menos de congestionamento. Como há essa excepcionalidade da Copa do Mundo, o fechamento da Radial Leste e as festas dos turistas e do pessoal que vem para São Paulo, nós vamos instituir de novo, na terça-feira, o rodízio o dia todo, das placas (de finais) 3 e 4”, disse Tatto, após evento promovido pelo Greenpeace na zona oeste.

De acordo com ele, parte das faixas exclusivas de ônibus à direita também voltará a funcionar durante a maior parte do dia, das 6h às 20h. Motoristas de outros veículos que invadirem esse espaço, que é exclusivo para o transporte coletivo, ficarão sujeito a receber multa.

Com a ampliação do funcionamento das faixas exclusivas, a Prefeitura tem o objetivo de estimular que as pessoas troquem os carros pelos ônibus para se locomover pela cidade.

Estudo. Questionado sobre a possibilidade de a extensão do rodízio para a maior parte do dia se tornar definitiva, e não apenas durante a Copa do Mundo, Tatto disse que há apenas um estudo. “Tudo o que acontece na cidade e que mexe com a mobilidade, a CET estuda e faz simulações. Então, isso está sendo um excelente laboratório para a CET. A primeira constatação é que eles (técnicos da empresa) estão impressionados com o comportamento dos motoristas, porque estão atendendo, e melhorou a velocidade média na cidade. Diferentemente até mesmo das simulações que a própria CET estava fazendo.”

O secretário descartou a extensão do rodízio, que atualmente vigora apenas nos horários de pico da manhã e da tarde, para o dia inteiro, de maneira permanente. “Não existe decisão nenhuma por parte do prefeito, da Prefeitura, e nem a Secretaria de Transportes sugeriu para o prefeito a extensão do rodízio de forma permanente.” 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.