Jobim vistoria pista de Congonhas, mas não fala com a imprensa

Ministro da Defesa visita o local do acidente com o vôo 3054 e depois segue ao IML Central

Camilla Rigi, do Estadão,

27 de julho de 2007 | 10h57

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, chegou ao Aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital paulista, por volta das 10 horas desta sexta-feira, 27, mas não conversou com a imprensa. Jobim ficou quase uma hora no aeroporto, onde fez vistorias na pista principal, que passou por obras após o acidente com o vôo 3054 da TAM, e deve ser reaberta ainda nesta sexta.  Pista principal deve ser reaberta nesta sexta Lista de vítimas ds identificadas  O local do acidente  Quem são as vítimas do vôo 3054  Histórias das vítimas do acidente da TAM  Galeria de fotos  Opine: o que deve ser feito com Congonhas?  Cronologia da crise aérea  Acidentes em Congonhas  Vídeos do acidente  Tudo sobre o acidente do vôo 3054  Do aeroporto, Jobim seguiu para o prédio da TAM Express, com o qual o Airbus da empresa se chocou, na terça-feira, 17, deixando 199 mortos. O ministro era mantido longe da empresa e fez o percurso entre o aeroporto e o edifício a pé - o prédio do acidente é em frente ao aeroporto, na Avenida Washington Luís. O ministro visitou os escombros acompanhado do secretário de Segurança Pública de São Paulo, Ronaldo Marzagão, e pelo comandante da Aeronáutica, brigadeiro Juniti Saito. Jobim subiu nos escombros do prédio da TAM com uma escada magirus do Corpo de Bombeiros e, segundo um assessor teria dito que o acidente "é uma tragédia impactante, que impões ações." Além do comandante da Aeronáutica e do secretário de Segurança, o presidente da Infraero, brigadeiro José Carlos Pereira; o superintendente regional da Infraero, Edgar Brandão Junior e o secretário de Justiça de São Paulo Luiz Antonio Marrey Filho. Jobim também deve visitar o Instituto Médico Legal (IML), onde os corpos das vítimas do acidente são identificados. O ministro da Defesa vai almoçar com o Comando da Aeronáutica, e às 15 horas terá encontros com o governador de São Paulo, José Serra (PSDB). Mais tarde, às 17 horas, Jobim deve se encontrar com o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM). De acordo com a assessoria do ministro, ele só deve falar à imprensa após o encontro com o governador do Estado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.