Jobim pede à cúpula do setor aéreo avaliação sobre Cumbica

Avaliação vai definir data para reforma da pista, que eram previstas para o fim deste mês

Tânia Monteiro, do Estadão,

31 de julho de 2007 | 14h17

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, ordenou nesta terça-feira, 31, que a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), e a Aeronáutica entreguem, ainda nesta tarde, novos estudos sobre as condições da pista do Aeroporto Internacional de São Paulo (Cumbica), em Guarulhos. Jobim teve reunião com o presidente da Infraero, José Carlos Pereira; da Anac, Milton Zuanazzi; e com o comandante da Aeronáutica, brigadeiro Juniti Saito. Dependendo das informações que receber, o ministro, segundo participantes do encontro, poderá manter a suspensão das obras de recuperação da pista que estavam previstas para o final deste mês, e deixá-la só para março de 2008, ou antecipá-la. O relato feito ao ministro, durante a reunião, é de que de fato a pista apresenta algumas fissuras, mas não há nada que comprometa a segurança das operações. A reunião durou cerca de 40 minutos. E além dos presidentes da Infraero, da Anac e do comandante da Aeronáutica, participaram também o diretor do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), Ramon Cardoso, e o assessor do ministro na área de aviação Civil, Jorge Godinho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.