Itu usa frota de caminhões-pipa para abastecer população

Cidade está sob racionamento há quatro meses; principal reservatório atingiu 8% da capacidade

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

14 Maio 2014 | 18h32

SOROCABA - Sob racionamento de água há quatro meses, a cidade de Itu está recorrendo a caminhões-pipa para manter o abastecimento. Inicialmente, a frota está atendendo locais de uso coletivo, como escolas, unidades de saúde e centros comerciais. Nos últimos dias, os caminhões passaram a ser enviados a bairros onde a água não chega mesmo com o rodízio.

Nesta quarta-feira, 14, o principal reservatório que abastece a cidade estava com 8% da capacidade. Desde novembro, choveu menos de um terço do previsto no município.

O racionamento, decretado no final de janeiro, foi ampliado este mês. O fornecimento é suspenso das 4 da manhã às 20 horas. Alguns bairros estão recebendo água em dias alternados. Na região da Cidade Nova, mais distante do centro, moradores enchem galões em bicas para manter a casa abastecida.

A concessionária Águas de Itu criou um serviço itinerante que percorre os bairros orientando a população para economizar água. Apesar das campanhas, segundo a empresa, não houve redução significativa no consumo.

Mais conteúdo sobre:
água Cantareira abastecimento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.