Irmãs sofriam abusos e eram mantidas em cárcere privado havia 10 anos pelo pai

Acusado de estuprar e manter em cárcere privado as duas filhas durante dez anos, Adriano Valeriano de Jesus (foto), de 54 anos, foi preso quinta-feira em Vera Cruz, região metropolitana de Salvador, após denúncia anônima à polícia.

O Estado de S.Paulo

31 Março 2012 | 03h06

Na casa dele, além da mulher e das duas filhas do casal, foram encontradas duas crianças, fruto das relações incestuosas. De acordo com as vítimas, o abuso sexual ocorria desde que cada uma completou 13 anos.

O acusado, segundo as mulheres, ameaçava-as com um facão. Jesus não resistiu à prisão e confessou os crimes, alegando que abusava das filhas sob efeito de álcool. Ele tem passagem pela polícia por agressões contra uma ex-companheira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.