Irmãos Cravinhos têm sua primeira saída temporária neste Dia das Mães

Condenados por matar os pais de Suzane Richthofen, em 2002, eles deixaram o presídio P2, em Tremembé, na manhã desta sexta-feira

Luciano Bottini Filho, O Estado de S. Paulo

10 Maio 2013 | 13h01

SÃO PAULO - Os irmãos Daniel e Cristian Cravinhos, condenados por matar os pais de Suzane Richthofen, em 2002, foram autorizados pela Vara de Execução Criminal de Taubaté a sua primeira saída temporária neste Dia das Mães, 12. Eles saíram da penitenciária P2 de Tremembé na manhã desta sexta-feira, 10. A volta dos dois está programada para o dia 15, até as 18h. A lista de presos com direito a saída temporária foi enviada à Justiça pela administração prisional. A juíza Wania Regina Gonçalves da Cunha autorizou o benefício aos irmãos.

À época do crime, Daniel era namorado de Suzanne e os pais dela, Manfred e Marísia Richthofen, eram contra o namoro. O crime aconteceu na casa da família de Suzane, na zona sul de São Paulo. Após o assassinato, os três foram presos e levados a júri popular, em 2006. Suzanne continua em regime fechado e já teve pedidos de progressão de regime negados. Os irmãos tiveram a progressão para o semiaberto em fevereiro.

A Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo informou em nota que não tem o número de presos com saída temporária autorizada neste Dia das Mães.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.