Irmão de Andinho é preso com 70 quilos de maconha em Campinas

Webinho já tinha passagem por roubo e sequestro; outros três foram detidos por participar de esquema de venda de drogas a traficantes 

Letícia Guimarães dos Santos, Especial para O Estado

15 Julho 2014 | 18h24

CAMPINAS - Após seis meses de investigações, o traficante Weberson Paula Lima Silva, de 30 anos, conhecido como Webinho, foi preso na noite de segunda-feira, 14. Ele é acusado de ser o líder de uma quadrilha que vendia drogas em esquema de atacado para outros criminosos da região do Jardim Itatiaia, em Campinas. Na ocasião da prisão, o grupo estava com 70 quilos de maconha. Outras três pessoas foram detidas. 

Silva, que já tinha crimes como roubo e sequestro na ficha policial, é irmão de Wanderson Nilton de Paula Lima, o Andinho, um dos chefes do Primeiro Comando da Capital (PCC). 

Segundo o delegado Luís Fernando Marucci, que chefia a Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de Campinas, durante o período em que a quadrilha foi investigada, foi usado todo tipo de tecnologia para acompanhar as atividades do grupo, como checagem de ligações telefônicas, conversas realizadas via internet e monitoramento de veículos. 

Durante a ação policial, os investigadores descobriram a rota e os locais onde as drogas eram entregues, sendo que um dos pontos era um estacionamento no Jardim Itatiaia, onde o bando se encontrava com os compradores e realizava a transação.

As investigações devem continuar para apurar se dois dos presos que estavam no local no momento da abordagem policial realmente têm relação com o esquema de tráfico, além de apurar quem eram os clientes do bando.

Mais conteúdo sobre:
Campinas drogas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.