Irmã e noivo de jovem encontrada morta na Grande SP depõem

Corpo da jovem foi encontrado neste domingo, 13, com sinais de violência, em um matagal em em Vargem Grande Paulista

Elvis Pereira, Jornal da Tarde

16 Fevereiro 2011 | 14h47

SÃO PAULO - A irmã da supervisora de vendas, Vanessa de Vasconcellos Duarte, de 25 anos, encontrada morta neste fim de semana, em Vargem Grande Paulista, na região metropolitana de São Paulo, compareceu à delegacia de Santana de Parnaíba, na Grande São Paulo, para depor.

 

Junto com Valéria estavam o noivo de Vanessa, Luiz Vanderlei de Oliveira, de 25 anos, e o policial militar, Alecsandro Batista de Amorim, 35 anos. Eles permaneceram na delegacia por cerca de quatro horas e saíram às 14h11 sem falar com a imprensa.

 

Em seguida, outra testemunha, uma mulher cuja identidade não foi revelada, chegou para depor. Também está na delegacia o veículo Fiesta usado por Vanessa no dia do crime. O carro deverá ser periciado ainda hoje.

 

Vanessa deixou a casa do noivo, Luiz Vanderlei de Oliveira, em Barueri, na Grande São Paulo, no início da manhã deste sábado, 12. Ela iria para Carapicuíba, de onde seguiria com três amigas para o bairro do Jaguaré, na zona oeste da capital paulista, onde fariam um curso.

 

Ainda na manhã de sábado, o carro que Vanessa usava foi encontrado abandonado em Vargem Grande Paulista, na região metropolitana de São Paulo. O veículo tinha um princípio de incêndio, que foi controlado pelos policiais militares. O corpo da jovem foi encontrado no domingo, com sinais de violência, em um matagal a cerca de sete quilômetros do local onde o carro foi abandonado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.