Irmã de vice-prefeito é morta por bala perdida em Embu das Artes, Grande SP

Vítima estava à porta do salão de beleza dela quando foi atingida pelo projétil, que partiu de um confronto entre policiais civis e assaltantes na Estrada Itapecerica-Campo Limpo

estadão.com.br,

31 Março 2012 | 06h32

SÃO PAULO - Será sepultada neste sábado, 31, às 10 horas, no Cemitério Jardim Valle dos Reis, no Jardim das Oliveiras, na Rodovia Régis Bittencourt, em Taboão da Serra, na Grande São Paulo, a cabeleireira Silvone Carvalho, de 38 anos, irmã de Nataniel da Silva Carvalho, o "Natinha", vice-prefeito de Embu das Artes, cidade vizinha.

 

Silvone foi morta, na tarde de sexta-feira, 30, ao ser atingida por uma bala perdida quando estava próximo a uma agência da Caixa Econômica Federal, na altura do nº 2.100 da Estrada Itapecerica - Campo Limpo, no Jardim Santo Eduardo, em Embu. Criminosos assaltavam um cliente que havia feito um saque, na ação conhecida como "saidinha de banco"', quando foram flagrados por policiais do Departamento de Investigações Sobre Narcóticos (Denarc), da Polícia Civil, que passavam pelo local.

 

Segundo a polícia, houve uma troca de tiros e um dos bandidos foi baleado e detido. Silvone, que tem um salão de cabeleireiros na esquina da Rua Takebe com a Estrada Itapecerica - Campo Limpo, teria saído à porta para ver o que estava acontecendo quando foi atingida por um dos disparos. Ela chegou a ser encaminhada ao pronto-socorro do Jardim Vazame pela Guarda Municipal, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

 

O bandido baleado foi levado para o pronto-socorro Pirajuçara e sobreviveu.Os demais bandidos não foram localizados. O caso foi registrado no 1º Distrito Policial de Embu das Artes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.