Irmã de jogador da seleção é libertada de sequestro na Paraíba

Angélica Aparecida, de 22 anos, irmã de Hulk, estava desaparecida desde segunda-feira; dois bandidos já foram presos

Janaína Araújo e Felipe Tau, de O Estado de S. Paulo,

06 de novembro de 2012 | 15h38

SÃO PAULO - Sequestrada na tarde de segunda-feira, 5, a irmã do jogador Hulk, atacante da seleção Brasileira, foi libertada do cativeiro por volta das 12h desta terça-feira, 6, em Campina Grande, no interior da Paraíba. Ela foi sequestrada às 14 horas desta segunda-feira, 5. Segundo a polícia, Angélica Aparecida Vieira de Souza, de 22 anos, foi liberada do cativeiro, pegou uma carona e chegou na casa dos pais chorando, no bairro Alto Branco, por volta das 10h40.

Segundo o delegado geral adjunto da Polícia Civil, André Rabelo - um dos quatro delegados envolvidos no caso - a estudante de nutrição foi mantida refém no bairro de Catolé, a princípio por cinco homens. Eles a teriam soltado depois de divergirem quanto aos rumos do crime. "Provavelmente houve uma dissidência no grupo, pela repercussão do caso. Parece que eles se desentenderam e ela conseguiu convencer uma das pessoas a liberá-la", disse o delegado.

O delegado Marcos Paulo Vilela disse já que prendeu dois homens acusados do sequestro, mas os nomes não foram revelados. Outros três suspeitos estão sendo procurados.

O Comando de Operações da Polícia Militar (Copom) foi comunicado sobre o sequestro praticado por homens armados que se aproximaram do veículo onde Angélica estava, no bairro do Catolé, e a retiraram do carro sob a mira de armas. "Ela estava sozinha dentro do carro esperando o gerente de um restaurante, Hélio Pereira da Silva, quando foi sequestrada. Hélio Pereira da Silva estava retornado para o carro quando presenciou a amiga sendo raptada por homens armados", comentou o major Alecssandro Medeiros, subcomandante do 2º BPM.

Hulk, de 26 anos, foi contratado pelo clube russo Zenit pelo valor recorde no país de 60 milhões de euros junto ao Porto em setembro, no fechamento da janela de transferências da atual temporada. Ele não virá ao Brasil, segundo a família.

Mais conteúdo sobre:
hulksequestroirmã

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.