Ipem volta a reprovar vans escolares

Fiscais do Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP) reprovaram em dez dias (de 18 a 28 de setembro) 12,6% (14) de 111 veículos de transporte escolar fiscalizados na capital.

O Estado de S.Paulo

03 Outubro 2012 | 03h05

"Estamos intensificando a ação nesse segmento, por causa do alto índice de irregularidades encontradas na Operação Caminho da Escola, em agosto. Como são veículos que transportam crianças, exige-se atenção redobrada", diz José Tadeu Penteado, superintendente do Ipem-SP. Segundo ele, apesar do recuo no número de veículos reprovados, de 25% no período anterior, para 12,6%, a meta do órgão é reduzir o número a zero.

A fiscalização na porta das escolas teve a finalidade de verificar os cronotacógrafos, equipamento que faz o registro instantâneo e inalterável da velocidade, tempo e distância percorrida por um veículo em seu deslocamento - como se fosse uma "caixa-preta". As multas podem variar entre R$ 100 e R$ 1,5 milhão e os notificados têm dez dias para apresentar defesa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.