Inveja do tênis

De novo?

TUTTY HUMOR, O Estado de S.Paulo

17 Março 2012 | 03h06

Que diabos a Chevron continua fazendo na Bacia de Campos? O Carlos Minc já não tinha dado um chute no traseiro dessa gente em novembro, caramba?

É pra dizer que sim?

A discussão no Congresso sobre a venda de bebidas alcoólicas nos estádios durante a Copa de 2014 parecia conversa de bêbado. Tem deputado que até hoje não sabe o que ficou decidido.

Responda rápido

Você pediria direito de resposta a um jornal com base numa lei de autoria de Roberto Requião? Capaz de ter gente livrando a cara da imprensa só para não lançar mão do recurso aprovado na CCJ do Senado.

Mal comparando

O governo Hugo Chávez já gastou US$ 4 milhões para bancar a comitiva de 200 acompanhantes do presidente em Cuba. E tem gente que ainda reclama quando uma autoridade brasileira se interna no Sírio-Libanês.

Oscar de militância

Coisa mais fofa o George Clooney sendo preso no protesto de ontem diante da Embaixada do Sudão em Washington, né não? Falta alguém assim no MST!

Ô, raça!

A novíssima classe média brasileira vai aproveitar os dias chuvosos em quase todo o Brasil para passar o fim de semana na fila do novo iPad em Nova York. Se não comprar o tablet, a viagem sai super em conta parcelada em 12 prestações!

Devia ser proibido pelas

feministas! Toda vez que Maria Sharapova e Ana Ivanovic entram juntas em quadra, os amantes do tênis perdem inteiramente a compostura.

Nem tanto pelos saiotes, rabos de cavalo, jogo de pernas, suor abundante ou expressões de prazer a cada raquetada.

O que faz a plateia, especialmente a masculina, se desmanchar quando as duas se enfrentam são aqueles gritinhos que, de lado a lado, vão virando gemidos alternados com o passar dos sets.

Aconteceu nesta madrugada (horário de Brasília), em partida semifinal do Masters 1000 de Indian Wells.

Não acontecia desde 2008, na final do Australian Open.

Quem venceu numa ou noutra ocasião não faz a mínima diferença, o resultado ideal para quem não perde os confrontos de musas - a russa loura e a sérvia morena - seria o empate, possibilidade que o esporte não considera. Quando Maria Sharapova e Ana Ivanovic dividem a tela da TV, tem cara casado que até procura assisti-las sozinho, para não provocar na patroa o que Freud chamava de "inveja do tênis".

A coisa fica quase indecente! Não demora, as lourinhas ucranianas do Femen vão tirar a blusa numa pracinha de Kiev para protestar a respeito.

Saideira

Luana Piovani aproveita o finalzinho de sua gravidez para bater boca pelo

Twitter com o cara da capa da revista

G Magazine. Depois que o filho nascer, imagina-se, ela não vai mais fazer

esse tipo de coisa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.