Inveja do papa!

Carente profissional

TUTTY HUMOR, O Estado de S.Paulo

16 de fevereiro de 2013 | 02h05

O tenista Rafael Nadal disse em São Paulo que quer "ganhar o carinho do povo" no Brasil Open. Não está nem aí para o cachê de US$ 1 milhão. Os espanhóis são assim mesmo: não ligam para dinheiro!

Ele merece!

O que caiu de água no temporal de quinta-feira sobre as instalações do São Paulo Futebol Clube, benza Deus, pena que Ronaldinho Gaúcho não estava de passagem pelo Morumbi para se refrescar um pouco, né não?

Fraude nova

É costume no Brasil vender gato por lebre, mas cavalo por vaca, salvo engano, só nos açougues da Europa.

Com que roupa

Não há nada mais degradante do que a experiência do fim do mundo a bordo de um transatlântico. Ainda que ninguém saia ferido, como foi o caso do Carnival Triumph - 4 mil turistas sem luz e sem água durante quatro dias no Golfo do México -, ninguém nessas ocasiões está vestido a caráter para a possibilidade de uma catástrofe. Nas cenas do pesadelo em alto-mar transmitidas ao vivo pelas TVs a cabo americanas, as pessoas circulavam pelo inferno de bermuda, camisa florida, sandálias e óculos escuros. Um mico!

Boato infame

Bento XVI não será enredo da Mocidade Alegre em 2014! E não se fala mais nisso, ok?

Basta!

Na segunda, o papa renunciou; na quinta, o herói paraolímpico sul-africano matou a namorada a tiros... O que mais falta acontecer nesta semana, caramba?

Se todo papa tivesse seu próprio marqueteiro, o de Bento XVI seria exaltado como uma espécie de Duda Mendonça de Deus! A incrível transformação promovida nesta semana na imagem de Joseph Ratzinger não tem similaridade no mundo da política - com todo respeito ao belo trabalho que o Duda Mendonça da Bahia fez com Paulo Maluf em 1992.

A renúncia, indiscutivelmente, fez um bem danado ao Pontífice e à sua popularidade! Nunca antes na história recente do Vaticano, Bento XVI havia se mostrado como nos últimos dias: simpático, sincero, sorridente, descontraído, articulado, bem disposto, surpreendente e carismático.

A fama de "rígido" e "conservador" diluiu-se de repente em um gesto aplaudido por sua "grandeza", "humildade", "sensatez", "coragem", "heroísmo", "magnanimidade" e "espírito inovador".

Faltando ainda 12 dias para "se esconder do mundo", o papa cumpre tabela em aparições consagradoras para fiéis e religiosos católicos. A cada volta olímpica, fala em "hipocrisia religiosa", em "renovação verdadeira", como se fizesse oposição ao seu passado. Caiu, enfim, na graça do povo!

Maluf deve estar morrendo de inveja!

Marina Party

'Partido da Marina' é nome provisório da agremiação política que a ex-senadora Marina Silva lança oficialmente hoje em Brasília. A sigla PM, como se sabe, tem dono!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.