Internos da Fundação Casa se rebelam e fazem funcionários reféns

De acordo com a instituição, tumulto na unidade da Vila Conceição, na zona sul de São Paulo, começou às 9h45 e se encerrou às 12h10

Adriana Ferraz, O Estado de S. Paulo

26 Maio 2014 | 12h18

Atualizado às 14h50

SÃO PAULO - Adolescentes internados no centro socioeducativo da Fundação Casa na Vila Conceição, zona leste da capital paulista, promoveram uma rebelião nesta segunda-feira, 26. De acordo com informações preliminares da instituição, o tumulto começou às 9h45, quando 13 funcionários foram feitos reféns. A situação se encerrou por volta das 12h10 - todos os profissionais foram liberados.

A superintendência de segurança da Fundação Casa esteve no local para negociar o fim da situação. A Corregedoria Geral acompanhou o caso e instaurou sindicância para apurar as causas do tumulto.

O centro socioeducativo tem capacidade para 60 adolescentes e abriga atualmente 59 jovens.

Segundo a Fundação Casa, todos os adolescentes envolvidos passarão por uma Comissão de Avaliação Disciplinar (CAD) para análise de sanções disciplinares a serem aplicadas. A comissão é formada por servidores de várias áreas do próprio centro socioeducativo. O Judiciário e os familiares dos jovens foram informados da ocorrência.

 

Mais conteúdo sobre:
Fundação Casa Segurança São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.