Interior de SP tem 16 casos de ataques a caixas de banco em menos de um mês

Em todo o Estado, em 2013, foram registrados 243 roubos a banco, 21 a mais que no ano anterior

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

28 Janeiro 2014 | 15h58

SOROCABA - O ataque a caixas automáticos de bancos com explosivos virou rotina no interior. Somente este mês já foram registrados 16 casos, mais que um a cada dois dias. Nesta terça-feira, 28, os crimes aconteceram em Sorocaba e no município de Avaí, região de Bauru. Nos dois casos, os bandidos fugiram com o dinheiro e não foram presos. Em Sorocaba, cinco homens armados renderam dois funcionários do Mercadão Campolim, na zona sul da cidade, e explodiram um caixa bancário localizado no subsolo do estabelecimento. A explosão arrebentou o teto, danificou o elevador e estilhaçou até as portas de vidro do pavimento superior.

Os bandidos levaram parte do dinheiro, deixando para trás cédulas manchadas com tinta rosa. Foi o terceiro ataque este mês na cidade. No dia 9, o bando invadiu o hipermercado Extra, na mesma região, e explodiu três caixas automáticos. No dia seguinte, uma agência bancária foi atacada na Avenida Ipanema, zona norte. Durante o mês, caixas foram explodidos em Araçoiaba da Serra, Tapiraí, Alambari e Bofete, cidades da região.

Em Avaí, nesta terça-feira, 28, os bandidos repetiram estratégia normalmente utilizada em cidades pequenas. Após invadir a cidade em dois carros, portando pistolas e fuzis, o bando disparou contra a base da Polícia Militar, danificando a viatura que seria usada em uma possível perseguição. Três policiais que estavam no local se abrigaram para não serem atingidos - um deles se feriu ao rastejar sobre estilhaços de vidro. Casas e carros de moradores também foram atingidos pelos disparos.

Dois caixas foram danificados pela explosão e o cofre do terceiro foi levado pelos ladrões. Os dois carros usados pelo bando tinham sido furtados em Campinas e foram abandonados perto da cidade. A PM mobilizou um helicóptero Águia na tentativa de cercar o bando, mas não teve êxito. O ataque foi o sétimo na região de Bauru em menos de 15 dias. Em todo o Estado, no ano passado, foram registrados 243 roubos a banco, 21 a mais que no ano anterior. Desses, 121 ocorreram no interior - no ano anterior tinham sido 107.

Rotina. De acordo com o capitão Fabiano Serpa, oficial de relações-públicas da PM na região de Bauru, as explosões estão virando rotina no interior, mas a polícia trabalha para identificar e prender as quadrilhas, que se tornaram especializadas nesse tipo de crime e desafiam as forças de segurança. Há indícios da ação de policiais nessas quadrilhas. Neste domingo, 26, um cabo da Polícia Militar foi preso em Barra Bonita, suspeito de ter participado da explosão de caixas automáticos na cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.