Gabriel Pinheiro/Estadão
Gabriel Pinheiro/Estadão

Interferência nos trilhos afeta circulação da Linha 3-Vermelha

Trens, lotados, circulam com velocidade reduzida desde as 18h50; equipe de manutenção tenta diagnosticar e solucionar problema

O Estado de S. Paulo

25 de março de 2015 | 20h35

Atualizado às 22h50

SÃO PAULO - Uma interferência nos trilhos da Estação Penha da Linha 3-Vermelha do Metrô deixou a circulação dos trens mais lenta e com maior tempo de parada na noite desta quarta-feira, 25. O Metrô informou que uma equipe de manutenção foi ao local para identificar e corrigir o problema. Tudo indica, segundo os técnicos, que um cabo de sinalização tenha se rompido.

Até as 23 horas, no entanto, o cabo não havia sido encontrado e a equipe de manutenção permanecia vasculhando um trecho de cerca de dois quilômetros entre as Estações Penha e Carrão. A expectativa é que os trabalhos ingressassem na madrugada.


A interferência ocorreu às 18h50, horário de pico, e em seguida os trens lotaram. Pelo Twitter, usuários relataram vagões mais cheios que o normal para o horário e demora de mais de uma hora da estação Barra Funda até a Carrão.

Funcionários do Metrô fecharam temporariamente a passagem das catracas na Estação Barra Funda em direção ao embarque - apenas quem desembarcava dos trens estava estava liberado para sair. O Metrô explicou que o procedimento de contenção de fluxo é normal e serve para que a plataforma não fique lotada, com risco de quedas de pessoas nos trilhos.

Tudo o que sabemos sobre:
MetrôMetrô SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.