Tasso Marcelo/AE-28/12/2010
Tasso Marcelo/AE-28/12/2010

Interdições para o réveillon começam na madrugada

Além da festa na Paulista, cidade terá neste ano comemoração na Guarapiranga; Rio e litoral paulista também estão com tudo pronto

Bruno Boghossian, Rejane Lima e Rodrigo Burgarelli, O Estado de S.Paulo

30 Dezembro 2010 | 00h00

A Avenida Paulista, principal palco do réveillon paulistano, vai começar a ser fechada ao tráfego nesta madrugada, à 1 hora. A interdição acontece por causa da festa da virada e da Corrida de São Silvestre, que será realizada na tarde de amanhã e bloqueará várias vias da área central de São Paulo. Os motoristas que precisarem passar pela região devem utilizar rotas alternativas.

A Prefeitura espera que 2 milhões de pessoas compareçam neste ano à festa de réveillon da Paulista, que contará com apresentações de artistas e bandas de estilos variados, como Fábio Jr., Fiuk, Zezé Di Camargo & Luciano, Capital Inicial e a escola de samba Rosas de Ouro, campeã do carnaval paulistano em 2010. Para evitar congestionamentos, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) sugere que as pessoas utilizem transporte coletivo - o metrô vai funcionar para embarque até as 2 horas.

Uma novidade em São Paulo será o réveillon na Represa de Guarapiranga, na zona sul, que será realizado num palco ao lado da árvore de Natal montada na orla. A gama de shows também será ampla: vai desde a banda brega Calcinha Preta até o padre Marcelo Rossi e a escola de samba Mocidade Alegre. O evento começa às 19 horas e são esperadas cerca de 30 mil pessoas.

No Rio. Já na festa mais tradicional do Rio, na Praia de Copacabana, o uso da tecnologia será reforçado para tentar surpreender as 2 milhões de pessoas esperadas. Cinco minutos antes da virada, um show de luzes e raios laser iluminará o céu e a areia, partindo de 40 torres com refletores montadas ao longo da orla. Os fogos de artifício serão disparados de 11 balsas no mar. A novidade fica por conta da trilha sonora: a queima de fogos, dividida em dez temas, estará sincronizada com uma seleção musical.

Em quatro palcos, o público poderá assistir a shows de artistas nacionais e se divertir ao som de DJs, entre 18 horas e 3 horas. No palco principal, na frente do hotel Copacabana Palace, estão previstas apresentações de Zeca Pagodinho, Daniela Mercury, Alcione e das escolas de samba Unidos da Tijuca e Grande Rio. Os demais palcos foram montados na frente da Rua Santa Clara (com Sandra de Sá, Cordão da Bola Preta e Beija-Flor), na frente da Rua Xavier da Silveira (DJ Marcelinho da Lua e MC Marcelo Silva) e no Leme (DJs e Grupo Samba Pra Gente).

São Paulo. O réveillon no litoral paulista também promete várias festas na beira da praia. Santos terá tendas de shows em cinco locais da orla. Já a queima de fogos vai acontecer em dez pontos diferentes. Na Praia Grande, a festa será animada pela dupla sertaneja Caio César e Diego, além de outras bandas de samba e música eletrônica. São Vicente terá o show da dupla Bruno & Marrone. Já no Guarujá, não haverá shows a céu aberto - quem quiser curtir música vai ter de desembolsar pelo menos R$ 60 para assistir da pista do Ginásio Guaibê aos grupos Exaltasamba e Maria Cecília & Rodolfo. A queima de fogos vai acontecer em quatro locais. Bertioga e as cidades do litoral sul, como Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe, também terão shows gratuitos, além de fogos.

A VIRADA EM DIFERENTES CIDADES

Avenida Paulista

São esperadas 2 milhões de pessoas, que poderão assistir aos shows em 13 telões de LED espalhados ao longo da avenida a partir das 20 horas de amanhã. O espetáculo contará com 700 mil watts de som, chuva de 5 milhões de confetes metalizados e 15 minutos de queima de fogos de artifício. Haverá também 2,9 mil policiais, guardas civis metropolitanos e seguranças particulares, além de dez pontos de atendimento médico.

Represa do Guarapiranga

O evento começa às 19 horas na Avenida Atlântica, 2.800, onde está a árvore de Natal. A Prefeitura promete 200 seguranças privados, 37 brigadistas, policiais e guardas municipais.

Copacabana

Os shows acontecem das 18h de amanhã às 3h de sábado em quatro palcos diferentes montados na praia. A segurança será feita por 1.350 PMs, em 131 carros e 30 torres de observação.

Litoral paulista

Com exceção do Guarujá, haverá shows gratuitos nas principais cidades das costas sul e norte. A maioria das festas acontece a partir das 20 horas de sexta-feira, com shows de ritmos como sertanejo, eletrônico e pagode. Eles serão interrompidos apenas pela queima de fogos, prometida em quase todas as cidades na hora da virada. A segurança dos eventos será feita por policiais militares e seguranças privados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.