Thomas Santos|Estadão
Thomas Santos|Estadão

Integrante de quadrilha que sequestrou mãe de Robinho é preso

Crime ocorreu em 2004 e mãe de jogador foi liberada após pagamento de resgate; criminoso estava foragido desde 2005

Paula Felix, O Estado de S. Paulo

18 Janeiro 2017 | 16h19

SÃO PAULO - A Polícia Civil prendeu um dos integrantes do grupo que sequestrou a mãe do jogador de futebol Robinho em 2004. Foragido desde 2005, Silmar Fernando Brito Santana, de 39 anos, foi localizado nesta terça-feira, 17, quando estava uma casa em Itaquera, na zona leste da capital.

Santana foi preso por agentes da 2ª Delegacia de Investigações sobre Roubo de Cargas (Divecar) do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) e não ofereceu resistência à prisão. Ele já tinha passagem por uso de documento falso e vai responder por extorsão mediante sequestro.

A mãe de Robinho, Marina Silva Souza, passou 41 dias em poder dos sequestradores e foi libertada após pagamento de resgate.

Segundo a polícia, o grupo era formado por quatro pessoas e apenas Santana estava foragido. No ano de 2005, policiais do Deic prenderam Célio Marcelo da Silva, o "Bin Laden", que confessou a participação em 14 sequestros. Ele tinha o hábito de cortar a orelha das vítimas.

O grupo também participou, em 2005, do sequestro da filha do reitor da Universidade de Alfenas (MG), uma médica que passou 26 dias em cativeiro. A vítima foi solta após a família pagar resgate no valor de R$ 2 milhões.

Mais conteúdo sobre:
Sequestro Robinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.