Inspecione mala ainda no local

1.Os passageiros devem checar com muita atenção todas as bagagens que retirou da esteira antes de deixar a área de desembarque nos aeroportos. É importante verificar se não há sinal de qualquer tipo de violação das malas, principalmente, se cadeados e zíperes estão em ordem - porque são itens fáceis de serem arrombados.

O Estado de S.Paulo

06 Março 2013 | 02h08

2.É importante procurar imediatamente um funcionário da companhia aérea assim que se notar qualquer tipo de violação na bagagem - antes mesmo de deixar a área de desembarque do aeroporto. O passageiro deve também registrar um boletim de ocorrência no distrito policial, apontando tudo o que foi furtado para facilitar o processo de ressarcimento, posteriomente. Os grandes aeroportos do Estado de São Paulo têm delegacia própria.

3.O ideal é que o registro do furto seja feito antes de o passageiro deixar o aeroporto, para evitar questionamentos posteriores sobre onde ocorreu o crime. Mas, mesmo que seja notada a ausência de objetos da mala só quando o viajante chegar em casa, pode-se acionar a companhia aérea para ressarcimento e fazer o registro da ocorrência no distrito policial mais próximo. Há também a possibilidade de indenização por danos morais e materiais.

4.Bagagens chamativas podem despertar atenção ainda maior dos criminosos. O indicado é utilizar malas discretas e não abandoná-las sem supervisão. Outra dica é manter objetos de valor - como notebooks, celulares, câmeras, dinheiro e cartões bancários - sempre em local seguro durante toda a viagem. O mesmo exemplo vale para a documentação pessoal. Passaporte e carteira de identidade devem ser mantidos com o viajante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.