Inspeção veicular obrigatória para placa 2 termina na próxima segunda

Quem não fizer vistoria fica impedido de licenciar veículo e está sujeito a multa de R$ 550

Daniel Gonzales, do estadão.com.br

28 de maio de 2010 | 14h17

SÃO PAULO - Termina na próxima segunda-feira, 31, o prazo para que veículos com placas de final 2, da capital paulista, passem pela inspeção veicular obrigatória dentro do prazo. Quem não fizer a vistoria fica impedido de licenciar o veículo - o prazo para placas de final 2 também termina em 31 de maio - e está sujeito a multa de R$ 550, caso seja flagrado em uma fiscalização.

 

É possível fazer a inspeção após o fim do prazo, mas o motorista já fica sujeito a levar a multa caso circule sem ter feito o teste. Os carros de placas de final 3 e 4 tem até 30 de junho e 31 de julho, respectivamente, para serem inspecionados; os de placas finais 5 e 6 já podem realizar o agendamento. O prazo para as placas final 1 acabou em 30 de abril.

 

O proprietário tem um período de até 90 dias antes da data do fim do licenciamento, de acordo com o final da placa, para realizar a inspeção. O agendamento pode ser feito a partir dos 120 dias de antecedência.

 

Como fazer a inspeção

 

Antes de ir a um dos Centros de Inspeção Veicular Ambiental (Civas), o dono do veículo deve agendar a vistoria pela internet, no site http://www.controlar.com.br, e pagar a taxa de R$ 56,44.

 

Depois de 72 horas, o proprietário deverá ligar para (11) 3545-6868 ou entrar novamente no site, para escolher onde quer fazer a inspeção. A vistoria pode ser feita de 2ª a 6ª feira, das 7h às 19h, em um dos 19 Civas em funcionamento.

 

Quem for reprovado na inspeção veicular tem 30 dias para fazer a manutenção do carro e reagendar o teste, sem que seja necessário pagar outra tarifa. Neste ano, todos os veículos - carros, motos, caminhões e ônibus - registrados na capital devem fazer a vistoria, com exceção apenas dos emplacados em 2010.

Tudo o que sabemos sobre:
inspeção veicular

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.