Inspeção encontra clínica que castiga pacientes no interior de São Paulo

Segundo Conselho Regional de Psicologia, internos contavam com condições precárias de higiene

Marcela Bourroul Gonsalves, estadão.com.br

28 de setembro de 2011 | 15h18

SÃO PAULO - Uma clínica privada para tratamento de usuários de drogas foi flagrada com irregularidades nesta quarta-feira, 28. Localizada em Bragança Paulista, no interior de São Paulo, a Clínica Gratidão foi visitada durante inspeção do Conselho Regional de Psicologia.

Segundo a assessoria de imprensa do órgão, foram encontradas diversos problemas como usuários recebendo medicação sem presença de médicos e condições precárias de higiene. Além disso, os internos estariam cozinhando as próprias refeições e sofrendo castigos físicos e psicológicos.

Ainda nesta quarta-feira será visitada outra clínica na cidade. A ação faz parte da 4ª Inspeção Nacional de Direitos Humanos em locais de internação para usuários de drogas, que acontece simultaneamente em vários estados do país e tem como objetivo levantar a situação do atendimento às pessoas que apresentam problemas decorrentes do uso de álcool e outras drogas, para identificar os abusos, maus tratos e violações aos direitos humanos.

A preocupação dos profissionais é que as clínicas não se tornem espaço de segregação, como os manicômios. A inspeção busca também saber se os locais seguem padrões de tratamento de acordo com os princípios éticos e técnicos da Psicologia.

Os resultados serão apresentados com o relatório final da inspeção, previsto para ser publicado durante o VII Seminário Nacional Psicologia e Direitos Humanos, que acontece nos dias 17 e 18 de novembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.