Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

Inspeção deve subir a R$ 62,10 no dia 1º

Radares ontem começaram a multar em R$ 550 quem não fez a vistoria; postos da Controlar passarão a funcionar até as 22 horas

Bruno Ribeiro, Mônica Pestana JORNAL DA TARDE, O Estado de S.Paulo

07 Dezembro 2010 | 00h00

A taxa da inspeção veicular ambiental vai aumentar em 1º de janeiro. A tarifa, que hoje é de R$ 56,44, deve chegar a R$ 62,10. Ela é reajustada pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), segundo contrato firmado pela Prefeitura com a empresa Controlar, que realiza as vistorias. O índice acumulado nos últimos 12 meses foi de 10,2%.

Segundo a Controlar, a data do reajuste está confirmada, mas a Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente ainda precisa aprovar a nova tarifa.

Ontem, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) começou a usar radares para multar quem ainda não fez a inspeção. Todos os veículos com placa de São Paulo deveriam ter comparecido à vistoria, exceto os que têm placa com final zero (cujo prazo acaba em 31 de dezembro).

A evasão, por enquanto, é grande. A frota da cidade é de 6,9 milhões de veículos. A Controlar espera realizar até 4 milhões de inspeções neste ano, mas até o dia 1° de novembro apenas 2,2 milhões de carros haviam sido aprovados.

A iminência da multa salgada, de R$ 550, não retirou os carros da rua. Ontem, nos horários de pico, a CET registrou trânsito acima da média (118 km às 9h30, contra média de 109 km no horário, por exemplo). Por outro lado, a Controlar diz ter registrado aumento de 53% no volume de inspeções agendadas desde o anúncio da nova fiscalização - saltou de média de 13 mil por dia para 20 mil vistorias diárias.

Prevendo aumento de demanda, a empresa colocou ontem todos os postos para funcionar até as 22 horas - exceto o do Tatuapé, na zona leste. A empresa espera inspecionar até 25 mil veículos por dia até o final deste mês.

Multa. Graças ao uso dos radares, mesmo quem decidir deixar o carro em casa até dia da inspeção corre risco de ser multado. A infração pode ser emitida no dia da vistoria, no caminho de casa para o posto de inspeção.

"O risco existe", afirma o diretor-presidente da Controlar, Harold Peter Zwetkoff. "Os veículos tiveram prazo de 90 dias antes do mês de licenciamento do veículo para agendar a inspeção", justifica.

Em 26 de novembro, a Secretaria Municipal dos Transportes regulamentou como os motoristas podem recorrer da multa, através da Portaria 002/10. O recurso deve ser solicitado no posto do Departamento de Operação do Sistema Viário (DSV), no prédio do Detran da Avenida do Estado, no Bom Retiro, região central, ou enviados para a caixa postal 11.439 - São Paulo, num prazo de até 30 dias.

Prazos. Zwetkoff diz que, a exemplo do que ocorreu no ano passado, os motoristas poderão fazer a inspeção referente ao ano de 2010 até o dia 31 de janeiro de 2011 - embora fiquem sujeitos a multa e apreensão do veículo se forem flagrados pela Polícia Militar nesse período. A diferença é que fazer a inspeção até esse prazo evita que o licenciamento de 2011 seja bloqueado pela Prefeitura.

"É importante que o motorista se programe. No caso de reprovação na primeira inspeção, é preciso entrar no site novamente e agendar uma nova data", afirma, ao explicar que quem deixar para a última hora pode não conseguir a aprovação a tempo. "Será como se não tivesse feito a inspeção", conta Zwetkoff.

De acordo com as regras da inspeção, se o licenciamento do carro for bloqueado, o motorista deve solicitar o desbloqueio na Prefeitura e pagar uma taxa pelo serviço, que é de R$ 44,18.

Em nota, a Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente disse que "valor da tarifa 2011 ainda não foi definido".

TIRE SUAS DÚVIDAS

Como fazer a vistoria

1.

Que veículos precisam passar pela inspeção veicular ambiental?

Todos os emplacados na capital paulista, independentemente do ano de fabricação do veículo.

2.

A inspeção pode ser marcada mesmo se o prazo estipulado pela Prefeitura já venceu?

Sim.

3.

Como fazer para agendar a inspeção?

Entre no site www.controlar.com.br. No centro da página, há o link "Clique e imprima seu boleto". Digite o número do Renavam no local indicado. Imprima o boleto.

4.

Onde o boleto pode ser pago?

Em qualquer agência bancária.

5.

De quanto é o valor?

R$ 56,44, até 31 de dezembro.

6.

O que fazer em seguida?

Retorne ao site da Controlar e procure o ícone "Clique e agende uma data". Digite o número do Renavam. Será aberta uma página com os postos de inspeção e horários disponíveis. Escolha um. No dia e hora da inspeção, vá ao posto selecionado.

7.

Há vagas em todos os postos?

A Controlar garante que som. Também informa que ainda é possível agendar inspeção para esta semana.

8.

O que fazer se o carro for aprovado?

Apenas guarde o comprovante.

9.

E se for reprovado?

Marque outra data gratuitamente. Se na segunda vistoria o carro não passara, será preciso pagar a taxa novamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.