Inquérito sobre atropelamento de criança em Bertioga será analisado pela seccional

Um adolescente de 13 anos é suspeito de causar o acidente

Solange Spigliatti, estadão.com.br

06 Março 2012 | 12h24

SÃO PAULO - O inquérito sobre a morte da meninaGrazielly Almeida Lanes, de 3 anos, atropelada no sábado de carnaval por um jet ski na Praia de Guaratuba, em Bertioga, litoral sul de São Paulo, será analisado pela Seccional de Santos antes de ser entregue à Justiça. A informação foi dada nesta terça-feira, 6, pelo delegado geral Márcio Carneiro.

 

De acordo com o delegado, antes da conclusão do inquérito, por conta da complexidade e repercussão do caso, ele será analisado pela instância superior, que no caso é a seccional. "A medida não significa retirar a autonomia do delegado de Bertioga, pois todos os casos podem ser avocados à instância superior", conclui.

 

Segundo o Ministério Público de São Paulo, para onde o inquérito será encaminhado, o caso será analisado pela promotora Rosana Colletta. Após o recebimento do inquérito, ela terá 15 dias para concluir a análise. O inquérito não apontou um culpado. Um menino de 13 anos é suspeito de causar o acidente.

Mais conteúdo sobre:
jet ski atropelamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.