Inocente preso afirma que foi vítima de desafeto

O funcionário público Dino Fernando Peporine, de 28 anos, acha que pode ter sido vítima de algum desafeto que o tenha denunciado propositadamente. A única desavença de que se lembra foi um episódio recente. Uma pessoa estacionou o carro na frente de sua garagem, impedindo a passagem. Inconformado, Dino murchou os pneus do veículo. "Eu quero saber de que forma vão se retratar com relação ao que passei", disse. O delegado Kléber Altale afirmou que a polícia agiu com legalidade, baseando as ações com aval da Justiça. "Havia muitas coincidências e uma testemunha apontava o rapaz. Ninguém é preso aleatoriamente. A polícia tomou cautela. E pedimos para soltá-lo.''

Plínio Delphino, O Estado de S.Paulo

01 Março 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.