Infraero quer apresentar defesa sobre Congonhas nesta terça

Presidente da empresa disse que não há data marcada para a reabertura da pista principal do aeroporto

23 de julho de 2007 | 19h02

O presidente da Infraero, brigadeiro José Carlos Pereira, afirmou que não concorda com o fechamento completo do aeroporto, como quer o Ministério Público Federal, e espera apresentar nesta terça-feira, 23, os seus argumentos para a Justiça de São Paulo.   Veja também:   Lista de vítimas do acidente do vôo 3054  O local do acidente  Quem são as vítimas do vôo 3054  Histórias das vítimas do acidente da TAM  Galeria de fotos  Opine: o que deve ser feito com Congonhas?  Cronologia da crise aérea  Acidentes em Congonhas  Vídeos do acidente  Tudo sobre o acidente do vôo 3054   Pereira disse também que não há uma data marcada para a reabertura da pista principal do aeroporto de Congonhas. Segundo o brigadeiro, houve atrasos nos trabalhos de perícia da pista que precisa ser reparada antes de ser liberada. Ele disse que a chuva forte que cai em São Paulo atrapalha a realização no trabalho de recuperação da pista.

Tudo o que sabemos sobre:
Vôo 3054

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.