Infraero nega ter falado sobre fumaça e não comenta fogo

Presidente José Carlos Pereira diz não ter feito declaração sobre turbina do avião da TAM

19 de julho de 2007 | 09h50

O brigadeiro José Carlos Pereira, presidente da Infraero, desmentiu nesta quinta-feira, 19, ter afirmado na quarta à imprensa que havia fumaça na turbina do avião da TAM e não comentou os aparentes indícios de fogo momentos antes da explosão, ocorrida na terça-feira depois que oAirbus pousou noAeroporto de Congonhas.  Câmeras registram tragédia em Congonhas  "Isso não é verdade, nós desmentimos essa história", disse o assessor de imprensa de Pereira, em relação à fumaça das turbinas. "Inclusive porque a Infraero não faz declarações sobre o que acontece na companhia aérea, só é responsável pela estrutura aeroportuária".  O vídeo, divulgado pela Infraero, registra um pouso bem sucedido realizado às 18h48 e, três minutos depois, o trágico acidente do vôo 3054. O material foi feito com câmeras espalhadas pela pista do Aeroporto de Congonhas.  

Tudo o que sabemos sobre:
vôo 3054

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.