Marcio Fernandes/AE
Marcio Fernandes/AE

Indenização por arma entregue em SP será paga em 24 horas

Campanha Nacional do Desarmamento foi lançada oficialmente na cidade nesta segunda, 23

Marcela Gonsalves, Estadão.com.br

23 de maio de 2011 | 16h55

SÃO PAULO - A Campanha Nacional do Desarmamento foi lançada oficialmente em São Paulo nesta segunda-feira, 23. No evento, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, assinou acordo de cooperação com a Prefeitura para a realização da Campanha.

 

Neste ano, diferente das campanhas anteriores, será garantido o anonimato para quem entregar a arma, a inutilização do material será feita no ato da entrega e a indenização para quem colaborar poderá ser sacada 24 horas após a entrega. O dinheiro - que varia entre R$ 100 e R$ 300, dependendo da arma - ficará disponível por 30 dias.

 

O prefeito Gilberto Kassab afirmou que haverá 34 postos de entrega de armas pela cidade, que serão coordenados pela Guarda Civil Metropolitana. O objetivo é sensibilizar a população e recolher o maior número possível de armas de fogo.

 

Para marcar o início da campanha, foram destruídas cerca de 4 mil armas arrecadadas em outras edições da iniciativa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.