Incor atenderá unidades de todo o País em dois anos

O Instituto do Coração (Incor) desenvolve um programa com apoio do governo federal que permitirá a implementação de uma consultoria cardiológica a distância em todo o País, com o uso de imagem, som e transmissão de dados da telemedicina.

O Estado de S.Paulo

02 Junho 2013 | 02h04

Iniciado em fevereiro com R$ 20,2 milhões, o projeto está em testes, por enquanto na capital. Em até dois anos, a expectativa é de que todas as unidades de saúde do País estejam conectadas. A participação dos hospitais e postos médicos ocorrerá por indicação do Ministério da Saúde e das secretarias estaduais. As unidades receberão visita do Incor para levantamento de necessidades de infraestrutura e de treinamento dos médicos, tanto para operar o sistema de discussão de casos pela web quanto para executar o protocolo básico de diagnóstico e tratamento das doenças do coração. / A.F.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.