Incêndios atingem depósitos e favela em São Paulo

Duas pessoas dormiam no depósito da zona sul, mas conseguiram escapar ilesas; causas ainda são desconhecidas

Ricardo Valota e Paulo Maciel, do estadao.com.br; e Daniela do Canto, do Jornal da Tarde,

10 Dezembro 2008 | 00h39

Dois incêndios atingiram um depósito de reciclagem na zona sul da capital paulista e um de páletes, além de uma favela ao lado, na zona leste, entre o final da noite de terça-feira e a madrugada desta quarta-feira. Os médicos do SAMU atenderam uma pessoa, vítima de intoxicação, no caso do local de reciclagem.   O fogo no depósito, em Vila Cruzeiro, região de Santo Amaro, próximo à Hípica Paulista, começou por volta das 23 horas de terça-feira. Quatorze equipes foram acionadas para combater o incêndio, que foi controlado 1 hora e meia depois.   No imóvel, localizado na Rua Professor Alceu Maynard Araújo, duas pessoas dormiam no momento em que o fogo teve início. Uma delas, um rapaz que trabalha no local como prensador, ao ouvir os estalos provenientes da queima do material, levantou e abandonou o terreno. A outra, um suposto morador de rua, que entrou no terreno apenas para passar a noite, foi retirado pelos bombeiros e também saiu ileso.   Preocupados, alguns moradores da região afirmam que no terreno ao lado do que está em chamas há bombas de gasolina que não estariam desativadas. A princípio, não há risco do fogo atingir o imóvel ao lado.   Zona Leste   Dez equipes dos bombeiros foram acionadas à 0h10 desta quarta-feira para combater um incêndio que atinge um depósito de páletes e dois barracos de uma favela localizada sob a Ponte Aricanduva, ao lado da Avenida Condessa Elisabeth Robiano (pista local da Marginal do Tietê). Não se sabe ainda o que deu início ao fogo e não há informações sobre vítimas.   Werther Santana/AE Fogo atinge depósito e favela na Marginal Tietê

Mais conteúdo sobre:
fogoincêndio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.