Incêndio mata uma pessoa dentro de favela em Guarulhos(SP)

Segundo o primo, vítima era usuária de drogas, morava na Grande São Paulo havia 15 anos e estava desempregada

Pedro da Rocha, do estadão.com.br,

05 de agosto de 2011 | 03h57

SÃO PAULO - Uma pessoa morreu carbonizada, no início da madrugada desta sexta-feira, 5, ao ter o local onde morava, um cômodo de 16 m² feito de alvenaria, mas com teto de madeira, tomado por um incêndio na Favela São Rafael, na Vila Nova Galvão, em Guarulhos, região leste da Grande São Paulo.

 

Quatro equipes dos bombeiros foram acionadas por moradores da comunidade e tiveram que acessar o barraco em chamas pela casa de cima em razão da inclinação do terreno. Após apagarem o fogo, os bombeiros localizaram o corpo de Nildo Cesário dos Santos, de 35 anos, já carbonizado.

 

Não se sabe ainda o que causou o incêndio, se um curto circuito, alguma fogueira feita para espantar o frio ou mesmo se o fogo foi criminoso. O motoboy Gilberto Guedes, de 25 anos, que é primo da vítima e também mora na favela, disse que Nildo nasceu em Pernambuco, morava na Grande São Paulo havia 15 anos e era usuário de drogas.

 

"Eles fazia uns bicos, trabalhava um dia sim, dois não. Usava tudo quanto é tipo de droga. Sempre pedia dinheiro para comer, mas a gente dava a comida pois não queríamos entregar o dinheiro nas mãos dele", afirmou o motoboy. O caso foi registrado no 2º Distrito Policial de Guarulhos, da Vila Galvão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.