Incêndio em pátio da Ciretran em Jundiaí destrói 400 veículos

Duas equipes de bombeiros foram acionadas e levaram cerca de quatro horas para controlar o fogo; Polícia Civil investiga causa

Letícia Guimarães dos Santos, Especial para O Estado

05 Agosto 2014 | 09h54

CAMPINAS - De cerca de 900 carros que estavam no pátio da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Jundiaí, no interior de São Paulo, pelo menos 400 foram incendiados na noite desta segunda-feira, 4. O fogo começou por volta de 21h30 e acabou se espalhando rapidamente pela área. A rua ao lado do pátio precisou ser isolada para que os moradores fossem retirados do local, já que a explosão dos carros era um risco à segurança da população do entorno.

Pela intensidade das chamas, além dos bombeiros de Jundiaí, a corporação de Itatiba, cidade vizinha, também foi acionada, e juntas as duas equipes demoraram cerca de quatro horas para conter o incêndio.

Em Itatiba, no domingo, 3, 17 carros que estavam em um pátio da Ciretran da cidade foram queimados em um pátio. De acordo com a polícia, vândalos atearam fogo em uma área vizinha e as chamas se espalharam pelo mato seco, chegando aos veículos.

Os bombeiros do município foram chamados, e até a chegada da equipe, o proprietário do terreno que presta serviço à Ciretran tentava controlar o fogo sozinho. A Polícia Civil segue na investigação dos dois casos.

Mais conteúdo sobre:
Incêndio Jundiaí Ciretran São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.