Incêndio em abrigo de crianças mata uma funcionária e uma menina de 1 ano

Duas pessoas morreram no início da noite de anteontem em consequência de incêndio num abrigo em Almirante Tamandaré, na região metropolitana de Curitiba. Uma menina de apenas 1 ano ficou carbonizada e a funcionária de uma empresa terceirizada da prefeitura Cacilda de Oliveira Nogueira, de 44 anos, morreu enquanto era atendida numa unidade de saúde. O laudo apresenta como causas queimaduras na face, insuficiência respiratória e inalação de gás carbônico. Um policial civil também precisou de atendimento médico. Segundo a prefeitura, no abrigo estavam crianças em situação de risco, retiradas das famílias por ordem da Justiça. Uma das cinco mães sociais tomava conta dos meninos quando o fogo começou. Policiais que atenderam a ocorrência afirmaram que ele foi provocado, provavelmente, por um curto-circuito. Um menino teria chutado uma bola contra uma lâmpada e o fogo começou no forro de madeira. As pessoas só perceberam o incêndio quando partes do forro em chamas começaram a cair e se alastrar pelas divisórias, que também eram de madeira. A menina de 1 ano que morreu estava em um quarto cujo teto desabou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.